<
>

Maxi López deja Vasco da Gama, con reproches a la dirigencia

play
Vasco le regaló a Maxi una camiseta por sus 450 partidos como profesional (0:34)

El delantero argentino fue homenajeado por directivos, cuerpo técnico y jugadores en pleno entrenamiento tras conquistar una importante cifra de partidos. (0:34)

Maxi López se despidió con agradecimiento hacia los hinchas del Vasco da Gama, pero reproches hacia la dirigencia del club brasileño.

El delantero argentino de 35 años valoró el apoyo de la afición, pero aclaró que decidió volver al fútbol brasileño porque "creí en un proyecto que me fue vendido".

Y le aclaró a la hinchada que las promesas que le hicieron no fueron cumplidas. "Soy un hombre de palabra y no veo con buenos ojos la ruptura de acuerdos previamente establecidos".

Por esas razones, Maxi López decidió rescindir su contrato con Vasco da Gama, al que arribó la temporada pasada, en la que disputó 19 partidos y marcó 7 goles.

En la presente campaña, había marcado dos tantos en siete encuentros.

Ver esta publicación en Instagram

Gostaria de me dirigir à apaixonada torcida do Vasco, que sempre me apoiou e não media esforços para estar em São Januário empurrando o time, mesmo nos momentos mais difíceis. Vesti a camisa cruz maltina com grande orgulho e levarei isso para sempre comigo. O Vasco é um clube centenário e de tradição e jamais esquecerei a honra de defender suas cores. Quando decidi voltar ao futebol brasileiro depois de um longo período atuando na Europa, acreditei no projeto que me foi vendido, de crescimento do clube, investimento na equipe e valorização do grupo de atletas, para que tivéssemos condições de sair de uma situação desconfortável em que o clube se encontrava e pudéssemos lutar por objetivos maiores. Acreditei no projeto, comprei a ideia e voltei ao Brasil com o intuito de colaborar e fazer parte desta fase de reformulação e crescimento. Não vou entrar no mérito, nem comentar as últimas declarações direcionadas a mim, pois prefiro esclarecer à gigantesca torcida que de forma alguma reivindiquei algo além do que me foi prometido. As promessas feitas a mim não foram cumpridas da maneira como deveriam. Sou um homem de palavra e não vejo com bons olhos a quebra de acordos previamente estabelecidos. Já falei e reforço que não gostaria de me sentir prejudicando o clube pelo qual tanto lutei e tem um espaço gigantesco no meu coração. Por estes tais motivos, resolvi pedir a minha rescisão de contrato e apenas reivindiquei o que me era de direito. Dentro do clube, trabalhei incansavelmente nos momentos mais complicados pra nós e posso dizer com orgulho que consegui ajudar o time a permanecer em seu lugar, que é a elite do futebol brasileiro. Meu objetivo sempre foi reforçar a grandeza deste escudo, colaborando dentro e fora de campo de todas as maneiras possíveis. Tenho imensa gratidão por todos os momentos vividos no clube, respeito muito o Vasco como entidade e tenho plena consciência da representatividade desta camisa. Gostaria também de me direcionar aos meus colegas de vestiário e funcionários, que foram de extrema importância na minha passagem por São Januário. Agradeço por estarem comigo nesta trajetória pelo Rio e desejo muito sucesso à todos. #adios #obrigado

Una publicación compartida por Maxi Lopez (@officialmaxilopez) el